Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sexta-feira, 15 de novembro de 2019 - 2h44
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 026 - 05 a 11 de novembro de 1999
 
Brotas, o paraíso dos esportes radicais
Localizada a 238 km de São Paulo, Brotas é um lugar ideal para
quem curte a vida fazendo esportes radicais. Aliás, são muitos os esportes que você pode praticar em apenas um dia. Passar o final de semana, ou até feriados prolongados repletos de adrenalina e muita emoção!!!!

(Fotos: Divulgação)

Com 14 mil habitantes, o município de Brotas tem quase 160 anos. Na fase áurea do café, chegou a abrigar 21 mil pessoas. Ainda há na cidade algumas construções que relembram a época. Hoje, sua população vive do cultivo de cana de açúcar, laranja e eucalipto, para produção de papel e celulose. E agora, aposta nos seus recursos naturais para atrair ecoturistas de todo o País.

O ecoturismo começou a ganhar atenção dos brotenses no início dos anos 80, quando formou-se um consórcio com treze municípios da região para a preservação de seu patrimônio ecológico. Brotas tem áreas de 106 mil hectares e é o sexto município em extensão no Estado. Os paredões de rochas onde se fornam as cachoeiras, espalhados por toda a cidade, são o que marca mais a geografia do lugar.

A descoberta de sua vocação turística, como ponto de parada de ambientalistas, permitiu à cidade preservar grande parte de sua natureza. As fazendas são obrigadas a manter as matas nativas, segundo determina a legislação. O resultado são as águas puras do Jacaré Pepira, próprias para o banho e passeios rio abaixo.

O céu claro da região, a lua que reluz no Jacaré Pepira, um pouco de aventura ecológica, a tranqüilidade da cidade e a hospitalidade dos brotenses são convites irrecusáveis para os turistas.

 
Atrações

Em todo o município a água flui. Sua principal vedete é o rio Jacaré Pepira, afluente do Tietê. A partir dele, surgem várias cachoeiras e corredeiras que dão graça à região. Mas não é só isso. Somada às águas límpidas, a vegetação de cerrado e a mata de planalto também embelezam o local e ajudam a compor o paraíso dos turistas nos finais de semana, principalmente para aqueles que gostam de caminhadas e apreciam esportes um pouco mais radicais como o bóia-cross, o rafting e o canyoning.

RAFTING – Descida de rios com corredeiras em botes infláveis
Melhor rio para Rafting de São Paulo, o Jacaré Pepira é totalmente limpo, preservado, com quedas e corredeiras à vontade (níveis 2,3 e 4) e além de tudo bastante seguro. Você vai curtir do começo ao fim. O percurso começa tranqüilo para um aquecimento e treino das manobras. Logo depois vem uma seqüência de várias corredeiras com muita adrenalina. Depois vem um trecho com corredeiras mais tranqüilas para relaxar, e no final, uma outra seqüência alucinante.

BÓIA-CROSS – Descida de rio em bóias infláveis
Este passeio tem início na Carvoaria do Zé do Caixão (antiga carvoaria da cidade), com uma hora e meia de descida no rio Jacaré Pepira, algumas corredeiras classe 1 e 2 e passagem pelo Túnel dos Sete, trecho com boas ondas para diversão com bóias preparadas para este fim. O que antes era apenas uma brincadeira e a grande diversão dos “moleques de Brotas”, profissionalizou-se e virou esporte. Desde a velha câmara de ar, e agora dispondo de equipamentos específicos, o bóiacross vem ganhando novos adeptos a cada dia. Durante a descida é você quem controla seu equipamento. No lugar dos remos, use os braços e mergulhe para valer nessa aventura.

CANYONING E RAPEL
Você vai percorrer o canyoning da Cassorova. A aventura começa em uma das mais belas cachoeiras da região com 35 metros que qualquer um tira de letra fazendo rapel, depois a segunda queda com 15 metros onde se faz uma pequena travessia começando com rapel seguida de uma mini-tiroleza (manobra de travessia do rio com uma corda) e continuar descendo o canyon por dentro do rio, às vezes caminhando e às vezes flutuando até chegar no último obstáculo. São 40 metros de rapel na cachoeira dos Quatis, pura adrenalina. O caminho de retorno é feito por trilha

AREIA QUE CANTA – Fazenda Tamanduá
Em meio a mata natural, um olho d’água, cercado por remanescentes de mata ciliar forma uma piscina natural de água nascente borbulhante em meio à areia branca muito fina que “canta” com atrito das mãos. A Fazenda Tamanduá oferece também restaurante de comida típica além de passeios de charrete e barco, parque de diversões para crianças, caminhadas, tiroleza e mini-bóia-cross no Rio Tamanduá

 
 Arquivo - Turismo Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 252
• Socorro oferece diversão sem parar aos turistas
Arquivo NippoBrasil - Edição 251
• Serra Negra: saúde e diversão para toda a família
Arquivo NippoBrasil - Edição 250
• Brotas: aventura, natureza e descanso
Arquivo NippoBrasil - Edição 249
• Caldas Novas é quente
Arquivo NippoBrasil - Edição 248
• Foz do Iguaçu: natureza, tecnologia e história
Arquivo NippoBrasil - Edição 246
• Pantanal
Arquivo NippoBrasil - Edição 245
• Salvador
Arquivo NippoBrasil - Edição 241
• Camboriú
Arquivo NippoBrasil - Edição 238
• Adrenalina total!!!
Arquivo NippoBrasil - Edição 233
• Floripa ou Ilha da Magia, como também é conhecida a capital catarinense
Arquivo NippoBrasil - Edição 231
• Conheça São Paulo de Metrô
Arquivo NippoBrasil - Edição 225
• Belém: capital da fé
Arquivo NippoBrasil - Edição 224
• Litoral norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 223
• Região dos Lagos
Arquivo NippoBrasil - Edição 221
• Paraty: diversão para toda família
Arquivo NippoBrasil - Edição 219
• Circuito Histórico de Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 218
• Atibaia
Arquivo NippoBrasil - Edição 217
• Foz do Iguaçu: Beleza dividida
Arquivo NippoBrasil - Edição 215
• Divirta-se nos arredores de São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 212
• Um passeio nas alturas da Serra da Mantiqueira
Arquivo NippoBrasil - Edição 210
• Onsens: Estâncias termais que garantem relaxamento e diversão
Arquivo NippoBrasil - Edição 209
• Ilha Grande
Arquivo NippoBrasil - Edição 207
• Poços de Caldas: O santuário da paz
Arquivo NippoBrasil - Edição 206
• Circuito das águas mineiro
Arquivo NippoBrasil - Edição 204
• Redescobrindo o Litoral Sul de SP
Arquivo NippoBrasil - Edição 203
• Serras Gaúchas
Arquivo NippoBrasil - Edição 201
• Socorro abre a porteira para o turismo
Arquivo NippoBrasil - Edição 200
• Circuito das águas
Arquivo NippoBrasil - Edição 198
• Santos: Muito além do Jardim
Arquivo NippoBrasil - Edição 192
• Maranhão, o segredo do Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 190
• Histórias do Grande Sertão Veredas em Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 188
• Turismo ecológico no Rio Grande do Norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 184
• Península de Maraú: uma delícia baiana
Arquivo NippoBrasil - Edição 180
• Pirenópolis, um pedaço do Cerrado Brasileiro

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

236 usuários online