Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sexta-feira, 15 de novembro de 2019 - 12h50
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 017 - 3 a 9 de setembro de 1999
 
Hakkeijima Sea Paradise: Uma ilha criada para o lazer
Hakkeijima Sea Paradise talvez seja tudo o que o turista espera ver e vivenciar no Japão, onde os avanços tecnológicos fazem o possível e o impossível para oferecer o máximo de conforto e lazer à sua população. Uma ilha totalmente artificial, ela pertence à prefeitura de Yokohama e abriga um complexo de diversões preparado para abrigar aproximadamente dois milhões de turistas por ano

(Fotos: Divulgação/Reprodução)


O Hakkeijima Sea Paradise tem vários aquários para mostrar um pouco da vida embaixo d’água

Hakkeijima Sea Paradise é um projeto desenvolvido pela prefeitura de Yokohama com o intuito de transformar o último recanto litorâneo da cidade - precisamente a região de Kanazawa - numa área de lazer para a população. As obras de aterro foram iniciadas no ano de 1971 e hoje o resultado que se vê é uma paisagem constituída por uma praia com areias brancas onde é possível a prática do windsurfe e o Umi no Koen (Parque do Mar), cuidadosamente criado numa combinação harmônica de pedras e matsu (pinheiros) que dão um toque oriental ao cenário.

A ilha de Hakkeijima faz parte deste grandioso projeto e para a sua construção foram necessários nada menos que 4,2 milhões de metros cúbicos de terra, mais que o dobro do material utilizado para a construção do Landmark Tower, famoso arranha-céu no centro de Yokohama que mede 296 metros de altura.

O investimento total do parque municipal, incluso o Hakkeijima Sea Paradise, foi de 74 bilhões de ienes. Hoje, a ilha tem uma área de 24 hectares. Dezessete pertencem ao parque público de Yokohama e sete são ocupados pelo Sea Paradise, um grande empreendimento da indústria do entretenimento realizado por uma associação de empresas. Para justificar o investimento, Hakkeijima oferece aos seus visitantes um pouco de tudo, e não deixa de ser um espaço interessante que mescla tapetes de gramados artificiais onde não é preciso pagar para tomar sol e outros brinquedos que oferecem minutos de êxtase.

A grande vedete do local, sem dúvida, é o Aqua Museum, o aquário piramidal que abriga aproximadamente 70 mil animais marinhos muito bem distribuídos num edifício de cinco andares. Para quem gosta e já visitou outros parques aquáticos no Japão, o de Hakkeijima traz algumas características curiosas, como o tanque com ondas que simulam uma praia, cujo cenário ao fundo é o próprio litoral de Yokohama. Outro ponto positivo é poder apreciar de perto animais raros como o casal de ursos brancos, leões-marinhos e golfinhos brancos.

 
 

Atrações tecnológicas trazem a vida marinha

O Aqua Museum traz ainda o Aqua Theater (cinema 180 graus) onde são projetadas as imagens high-tech que contam as histórias do mistério das cidades submarinas e do Poseidon. Apesar do filme apresentar os múltiplos efeitos, não chega a impressionar ao ponto de torná-lo um ponto de parada obrigatório. Portanto, é melhor economizar energias e dinheiro para ver ao vivo as acrobacias dos golfinhos, focas e dos leões-marinhos no Aqua Stadium, junto ao aquário, com capacidade para um público de 2 mil pessoas.

Como é uma ilha criada para o lazer, não poderia faltar em Hakkeijima os brinquedos que são verdadeiras manias entre os jovens e que agradam pelos choques emocionais. O exemplo é o Surf Coaster (montanha russa), que não é o maior e nem o mais rápido, mas como diz o nome, é o único do gênero neste país, que permite ao usuário experimentar a emoção de sobrevoar pelo trilhos que avançam para o mar. O visitante terá uma bela visão panorâmica do Surf Coaster, da ilha e litoral, pelo Sea Paradise Tower, com formas de um OVNI.

Além das aventuras, Hakkeijima tem também o seu lado romântico marcado pelo Merry-Go-Round (carrossel), reproduzindo o melhor estilo de Denzel, Parker e Muller, tradicionais artistas americanos do final do século 19 e início do 20. A noite, as luzes do carrosel, somadas à iluminação do restante da ilha, não deixam de ser um convite atraente para os casais de namorados.

Para completar, Hakkeijima também abriga um verdadeiro shopping center onde estão expostos produtos “Sea Paradise” e outras marcas conhecidas. Além disso, existem restaurantes de todos os tipos, indo de fast-food à cozinha tailandesa.

 
 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 258
• Chugoku-Shikoku - O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 254
• Templo Horyuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

323 usuários online