Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sexta-feira, 15 de novembro de 2019 - 11h43
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 055 - 01 a 07 de junho de 2000
 
Oita, terra dos Budas, santuários, onsen, ...
Província reúne belezas naturais para os mais variados gostos. Em Usuki está um conjunto de 60 Budas de pedra; o mais famoso e antigo templo xintoísta também está na região

(Fotos: Divulgação)

Estátuas de Buda de Usuki (Usuki Sekibutsu) - Conjunto de 60 Budas de pedra, datando cerca de mil anos, eles são considerados os mais artísticos do tipo em todo o Japão. No último domingo de agosto é realizado o Festival do fogo de Usuki Sekibutsu. Nesse evento milenar, mil tochas iluminam as estátuas de pedra dos Budas. Tempo: 40 minutos de Oita a Usuki de trem e mais 20 minutos de ônibus.

Santuário Usa Hachimangu
Foi o primeiro templo xintoísta do Japão e é o mais importante dos 4 mil santuários Hachimangu – nome geral dos templos que definem como deus da festa o deus Hachiman. O santuário principal descansa solenemente em uma floresta densa, e é considerado um tesouro nacional. Tempo: 45 minutos de trem de Oita, mais 10 minutos de ônibus.

Estação Hidrotermal de Beppu
local internacionalmente famoso devido a seus inúmeros onsen, fontes de águas termais, cujo banho é frequentemente recomendado para o uso medicinal. Entre as atrações turísticas estão os jigoku (infernos) ou lamaçais efervecentes, onde a água chega a inacreditáveis 100º C. O mais ativo provoca fortes detonações lançando lamas ao ar. Dizem que a lama combate o reumatismo e disfunções gastrointestinais. Tendo em suas costas os montes Yufu e Tsurumi e à sua frente a Baía de Beppu, compreende oito fontes de águas termais. Tempo: 15 minutos de trem a partir de Oita.

Takasakiyama Natural Zoo
Habitat de 1,7 mil macacos selvagens japoneses que vivem na floresta ao pé do Monte Takahashi, de 628m. Aberto das 8 às 17 horas. Entrada sai por 300 ienes. Tempo: a 10 minutos de Kitahama, de ônibus.

 

Imigrantes da província chegaram ao Brasil em 1908

Já no primeiro navio, Kasato-Maru, desembarcaram o casal Motonao Ohno e sua esposa Matsuko. Ele veio como um dos cinco intérpretes do grupo de imigrantes. Os primeiros imigrantes, propriamente ditos, chegaram em 29 de abril de 1912, a bordo do Itsukushima-Maru. Em seguida chegaram mais 13 famílias de Hita-Gun, em 1913. Até o advento da Segunda Guerra Mundial, desembarcaram no Brasil, cerca de 300 famílias de Oita-Ken. Com exceção da Colônia de Guararema, nas proximidades de São Paulo, os imigrantes não se concentraram em nenhuma região. Mas um grande numero de pessoas passaram, mais tarde, a fixar residência em São Paulo.

Com relação à fundação da Associação da Província de Oita, a idéia foi lançada por Minoru Toshimitsu, residente no Paraná, em 1951, após visita ao Japão e sugerida pelo então governador da província, Tokuhisa Hosoda. Até então, em localidades onde havia relativo número de pessoas de Oita, como Bastos, Marília e região Sorocabana, era comum acontecer encontros periódicos entre os conterrâneos em festividades ou pequenas reuniões. Porém, essas reuniões limitavam-se apenas a encontros informais, inexistindo qualquer caráter mais organizado e unificador.

Após retornar do Japão, Toshimitsu divulgou suas idéias e obteve, meses após, a adesão e apoio de umas 30 famílias. Assim em 4 de outubro de 1952, foi celebrada a primeira assembléia num restaurante em São Paulo, com a participação de cerca de 30 pessoas. Foi dado então o primeiro passo para a formação do kenjinkai. Foi elaborado um estatuto, estabelecido os regulamentos e a taxa de contribuição. Para presidente da fundação foi eleito Sakuryo Hase.

 
Festas e grandes acontecimentos do ano
11 de janeiro - SUIGYO-E
Templo de Hoshinji, em Tsurusaki
Sete monges executam purificações na água fria gelada e oram por uma passagem segura por terra e mar

Início de fevereiro - BEPPU-OITA MAINICHI MARATONA
Começa e termina em Oita
O curso da maratona corre ao longo da margem d’água de Oita para Beppu. Famoso como um portal para o sucesso para corredores novos.

Início de abril a início de maio - FEIRA de FUREAI-ICHI
Heiwa-shimin-koen (Parque da Paz de Cidadãos) na Cidade de Oita
Uma exibição e mercado de flores e plantas. Também são oferecidas sementes grátis.

18 a 24 de maio - FEIRA MANKOJI-NO-ICHI
Templo de Mankoji em Sakanoichi
Continuando uma tradição milenar neste mercado chamado “mercado de troca” se intercambeiam produtos coletados tanto na montanha como no mar. Este mercado era conhecido antigamente como “o mercado do engano”.

5 a 7 de julho - FESTIVAL DE VERÃO DO TEMPLO NAGAHAMA JINJA
Templo Nagahama-jinjya
O primeiro dos muitos festivais de verão em Oita. Famoso pelo Omika-mochi (bolos de arroz) e ‘Mitate Zaiku’ (os comerciantes combinam seus produtos para fazer bonecas, quadros, e outros trabalhos sem igual).

Início de julho - ACAMPANDO NO MONTE KUROKUI
Mt. Kurokui
O único local de acampamento na Cidade de Oita, abre de 1 de julho a 31 de agosto.
Passe uma noite especial de celebração lá no início de julho.

19 de julho - FESTIVAL DE VERÃO DO SANTUÁRIO KASUGA
Santuário Kasuga-jinjya
Os visitantes desfrutam uma noite fresca enquanto fazem compras entre centenas de barracas.

23 de julho - NIJU-SAN-YA FESTIVAL
Templo de Hoshinji em Tsurusaki
No dia em que se comemora o aniversário de Kiyomasa Kato (um antigo senhor feudal), o visitante pode admirar os sons de tambores e rezas ao longo da noite em um cenário que as luminárias em mão se tornam parte do ‘ Sen-tomyo-sai ‘ (Festival das mil luzes), um nome alternativo para o festival.

Final de julho - COMPETIÇÃO DE BALSAS NO RIO ONO
Entre as pontes de Shirataki e Tsurusaki
150 times competem em um percurso de 12 Km em balsas feitas a mão para prêmios baseado no menor tempo e na melhor decoração.

31 de julho - FESTIVAL DE VERÃO DO SANTUÁRIO YUSUHARA HACHIMAN
Templo Yusuhara-jinjya
Ritual xintoista para segurança no embarque dos pescadore de Kantan.

Primeiro fim de semana de Agosto - FESTIVAL de TANABATA
Centro da cidade de Oita.
É uma das festas mais importantes celebradas em Oita onde milhares de pessoas participam e centenas de lojas competem pelas melhores decorações de Tanabata no centro da cidade de Oita. O primeiro dia é o mais excitante e caracteriza o Chikirin dance carnaval e outros desempenhos.

Meados de agosto - MUCHAN-HEIWA-SAI(CERIMÔNIA COMEMORATIVA DA PAZ)
Heiwa-shimin-koen (Parque da Paz de Cidadãos) na Cidade de Oita
Oração para paz em honra de Muchan, uma menina que morreu só em um abrigo de caverna durante a Segunda Guerra

22 a 23 de agosto - TSURUSAKI ODORI
Tsurusaki Koen (Parque Tsurusaki)
Milhares de pessoas se juntam para ver os dançarinos classicamente vestidos executar o Tsurusaki Odori, dança tradicional de mais de 400 anos.

1 a 7 de setembro - FESTIVAL KAKU-NO-ICHI
Santuário Kaku-jinja
O começo de muitos festivais de outono. É celebrado em comemoração de “Zejinno-sama”, se caracteriza pela procissão do daimyo e acontece a cada 6 anos (nos anos do coelho e do galo).

14 a 20 de setembro - FEIRA HAMA-NO-ICHI
Kantan
Religiosos celebram uma missa pela chegada de um deus que vem do santuário Yusuhara Hachiman para o Santuário Ikushi-no-hama, lugar onde antigamente havia uma cidade. Conhecida pelos ‘Shikishi-mochi’ (bolos de arroz) e bonecas de argila ‘Ichimon’.

Início para meio Outubro - VIDA E FESTIVAL de CULTURA
Centro da cidade Oita
Exibições de comida, vestido, e as artes

3 de novembro (Dia da cultura) - RYOZEN SHINRINFOREST FESTIVAL
Ryozen
Desfrute a beleza e a natureza Ryozen Shinrin Park e Ryozen Youth Center. Celebram-se numerosas atividades como a distribuição de bolos de arroz, música e dança xintoísta, realizado pelas crianças.

Final de outubro - MARATONA INTERNACIONAL DE CADEIRA DE RODAS
Cidade de Oita
Início perto do Escritório da Prefeitura e término no Estádio Municipal
Concorrentes do Japão e do mundo inteiro competem a única maratona de cadeira de rodas internacional oficialmente reconhecida no Japão. Milhares de pessoas se assistem a prova com a mesma excitação de uma corrida de alta velocidade.

1º de dezembro a 5 de janeiro - OITA FANTASY
Parque Yuho (Em frente à Estação de Oita)
Árvores maravilhosamente decoradas e iluminadas

 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 258
• Chugoku-Shikoku - O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 254
• Templo Horyuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

322 usuários online