Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 12 de novembro de 2019 - 23h51
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 086 - 11 a 17 de janeiro de 2001
 
Komatsu
Windsurfe, praias e bosques de pinheiros são pontos de
destaque no local onde moram mais de mil brasileiros.

(Fotos: Divulgação)

Ao longo de cerca de 35 quilômetros, entre as cidades de Kaga e Kanazawa, ambas em Ishikawa, a rodovia expressa Hokuriku corre junto à orla do Mar do Japão. Nesta região de ventos fortes, os pinheiros crescem inclinados sobre as dunas de fina areia branca. Com uma população de 1.327 brasileiros, o município que tem 110.333 habitantes construiu em sua antiga base aérea militar um dos mais modernos aeroportos comerciais do país. Através dele, boa parte da produção industrial e significativa parcela dos negócios e empreendimentos comerciais são canalizados, abrindo as portas da região ao capital doméstico e internacional.

Multinacional

Sua face mais visível se mostra na indústria aeronáutica e espacial, têxtil, de material de construção, bem como na de maquinaria e equipamentos. Sob este aspecto, a cidade se orgulha, particularmente, de ser a sede mundial da Komatsu, fabricante de tratores e escavadeiras. Mais de 200 empresas gravitam em torno dela, fornecendo basicamente componentes e serviços à multinacional local. Como conseqüência, é sobre esse eixo que a economia da cidade está centrada e é também em torno destas atividades que se estrutura o mercado de trabalho na região.

Gradativamente, porém, o panorama vem adquirindo contornos de diversificação. Grandes empresas do setor eletroeletrônico passaram a investir na produção de componentes a partir da década de 80, e hoje a maior parte dos brasileiros que residem nas redondezas nelas está empregada.

A vida da comunidade brasileira, contudo, não se resume ao binômio casa-trabalho. As belas praias de Komatsu atraem até mesmo aqueles que moram na província de Nagano, e durante o verão, o churrasco ao ar livre é uma cena bastante comum junto aos bosques de pinheiros.

Outros locais abertos à visitação pública incluem a vila de artesanato e artes tradicionais Yunokuni no Mori, onde se pode conhecer de perto os vários trabalhos representativos da província de Ishikawa, além de se ter a oportunidade de observar o trabalho de artesãos e artífices.

O templo Nata, considerado uma das preciosidades históricas e cênicas mais representativas de Ishikawa, é outra boa pedida. Seus padrões em pedra e a vegetação multicolorida criam uma belíssima paisagem natural, com especial destaque para a folhagem das árvores, que adquirem uma tonalidade avermelhada antes da chegada do inverno.

Raridade

Mais uma atração de destaque é o jardim de musgo de Koke no En, uma raridade (é o único no país) mesmo no Japão, onde os jardins são elo permanente e forte entre os laços culturais que se desenvolveram ao longo de milênios. Nele, o visitante pode ver de perto e sentir o ambiente calmo e tranqüilo que emana das árvores circundadas por uma densa e compacta cobertura natural de musgo, preservada e tratada continuamente por hábeis jardineiros contratados especialmente para isso.

O visitante que for a Komatsu também pode ir a uma outra atração turística famosa entre os residentes locais. É a antiga barreira alfandegária Ataka no Seki, pano de fundo onde se desenrola Kanjincho, uma famosa peça teatral em estilo Kabuki e Nô. Próxima a ela está a praia de Ataka, local procurado pelos praticantes de windsurfe, cujas ondas e a bela paisagem atraem também muitos fotógrafos à orla marítima.

 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 258
• Chugoku-Shikoku - O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 254
• Templo Horyuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

210 usuários online