Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quinta-feira, 23 de março de 2017 - 1h16

Conversando de RH

28 de setembro de 2015
TERCEIRA IDADE, uma força que desponta
"Se a velhice pudesse; se a juventude soubesse!"
Henry Estienne

O “oditiam” e “obatiam” que vislumbro lá na frente, caminhando com passos firmes pela Praça da Liberdade, ambos de agasalhos e tênis impecavelmente brancos, indo para mais uma competição de “gateball” ou o casalzinho simpático, de mãos dadas, descendo as escadarias do Metrô, todos eles com mais de 80 anos, são exemplos de como a chamada Terceira Idade vem se consolidando como uma nova força dentro de nossa sociedade.

Aquela figura do velhinho, com o andar trôpego, que dedica a vida a conversar com os filhos e netos , que faz caminhadas de vez em quando nas proximidades do condomínio ou que joga dominó com os amigos na pracinha do bairro, está se tornando uma imagem cada vez mais longínqua de um passado recente. Hoje, aqueles que superam os 60 anos, estão ativos como nunca, saudáveis e com dinheiro no bolso. Consomem de tudo, viajam pelo mundo, conectam-se às redes sociais, vão ao cinema e teatro, investem no mercado financeiro e frequentam academias, entre muitas outras atividades que realizam.

Segundo estatísticas oficiais, a chamada Terceira Idade, assim denominados aqueles com 60 anos ou mais, passará de 7.200.000 pessoas, contados em 1980, para mais de 23.000.000 em 2015 e, para 64.000.000 em 2050, equivalente a quase 30% da população atual do Brasil.

Apesar dos problemas e dificuldades que infelizmente voltam a assolar o nosso país, é preciso reconhecer que a população idosa vem crescendo a cada ano com mais expectativa de bem aproveitar a vida, de uma maneira saudável e produtiva. Há uma mudança, principalmente de atitude diante da vida. Não se diz mais: velho, velhice, e sim, Terceira Idade. Até a aparência física está mudando graças à evolução da ciência e da tecnologia, fortes aliados do envelhecimento com qualidade. Atualmente o brasileiro vive em média 73 anos. Nesse ritmo de avanço, em 2050, ao nascer, teremos uma esperança de vida de 81 anos, mesma taxa hoje verificada entre os japoneses, povo com maior longevidade do mundo.

O vigor dos idosos e a expressividade de seu contingente, abrem uma imensa oportunidade de negócios. Se, antes, os olhos das grandes empresas brilhavam por crianças, jovens e adultos, hoje, eles vislumbram a Terceira Idade como um grande potencial de investimento, capaz de fazer os lucros jorrarem. Nichos de mercado estarão à disposição de quem, com visão e competência, souber tirar proveito. “Turismo e hospitalidade (viagens, excursões, hotelaria), saúde (assistência médica, casa de repouso, cuidadores, academias de ginástica), entretenimento (passeios em grupo, teatros, cinemas, museus, exposições), educação (informática, idiomas, cursos, palestras), esportes, transportes, construção (condomínio compartilhado - Cohousing), enfim, uma cortina de alternativas se oferece para empresários e empreendedores que souberem oferecer produtos e serviços de qualidade, compatíveis com as necessidades desse público.

É gratificante e estimulante presenciar senhores e senhoras, com idades variando entre 60 a 85 anos, às dezenas, abarrotando aviões, navios e ônibus, fazendo turismo interno e externo; preenchendo os recintos das salas de espetáculos, de teatros, de exposições; participando de academias diversas e escolas de dança, enfim, usufruindo com todo o direito e de forma saudável, essa fase da vida, apropriadamente denominada de “a melhor idade”.

Concluindo, gostaria de citar as palavras da Dra. Ana Aslan, conceituada gerontóloga romena:

“ A velhice começa verdadeiramente no momento em que nós não vivemos o presente, não encaramos mais o futuro e nos voltamos somente para o passado “.



Katsuo Higuchi
Profissional de RH; como executivo e empresário , atua
na área há mais de 40 anos. Foi diretor da empresa AVANCE DO BRASIL.
e-mail: rk.higuchi@gmail.com

Portal Nippo-Brasil: contato@nippo.com.br
 
 Arquivo
 Recursos Humanos e Gestão de Negócios
• Diferenças que aproximam
• FAMÍLIAS BRASILEIRAS NO JAPÃO – A luta (difícil) pela integração
• Mudar para crescer
• Brasil, um país de contradições
• Por que sonhar é importante?
• O meu maior legado
• Pílulas de otimismo
• Tempos modernos
• EMPREGADO ou EMPRESÁRIO, qual é a melhor opção?
• Da Balada de Narayama aos tempos atuais
• Em busca do ideal
• Lições do Carnaval
• Crianças dão lição em Master Chef
• É Dezembro ...
• Laços de Família
• TERCEIRA IDADE, uma força que desponta
• Pêssego, caqui, ou jaca: qual é a fruta de sua preferência?
• Omotenashi, a arte de encantar as pessoas
• O dilema de escolher a profissão certa
• Convivendo com as diferenças no ambiente de trabalho
• 2014, Ano do Cavalo, novas esperanças...
• Ser líder é importante; Saber ser liderado também.
• A arte de encantar
• Falando de assédio moral e sexual dentro das empresas...
• É Dezembro...
• MUDANÇA DE EMPREGO: Dicas úteis para este fim de ano
• Ser tímido atrapalha na hora da promoção?
• “Há empregos, faltam profissionais“
• Você é racional ou emocional em suas decisões?
• EMPREGABILIDADE – O que é?
• O que é essa tal de “ASSERTIVIDADE”?
• O poder do NETWORKING
• A hora da verdade: a entrevista de seleção
• Modelo de um “ histórico de vida “
• CURRÍCULO = Cartão de Visita Profissional
• O crescimento econômico e as suas exigências
• SHOOKAI (Apresentação)

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

72 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases