PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Segunda-feira, 23 de outubro de 2017 - 13h29
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


.

Opinião - Edição 580 - Jornal NippoBrasil

Ano-Novo, tudo novo em 2011

Teruo Monobe*

Entramos em 2011. Em todo início de ano, renovam-se as esperanças. Mas, este ano é um pouco diferente devido à posse de um novo governo que renova as esperanças de 190.732.694 cidadãos brasileiros (de acordo com o último censo do IBGE), qualquer que tenha sido a escolha nas eleições. Isso quer dizer que todo brasileiro terá de torcer para que o Brasil continue trilhando o caminho do desenvolvimento econômico, mesmo diante de um cenário de crise mundial, que, infelizmente, vai demorar para acabar.

2011 é o ano do Coelho no horóscopo chinês. De acordo com o horóscopo, apesar de ser veloz, o ano do Coelho é calmo, ao contrário do ano do Tigre, que é caracterizado pelas mudanças e alterações. O ano é propício para seguir com calma as metas estabelecidas no ano anterior. O leitor pode especular sobre as coincidências havidas entre o que o horóscopo chinês disse sobre o ano do Tigre e a situação do Brasil. Realmente, 2010 foi cheio de mudanças e alterações, e o novo governo parece querer seguir o que diz o horóscopo.

Os analistas afirmam que a presidente não vai ter um mandato fácil, principalmente em 2011. Supõe-se que esses analistas não devem acreditar no horóscopo chinês. Realmente, na política tudo é imprevisível, e apesar de o governo poder contar com a maioria no Congresso, as dificuldades deverão ser muitas. Felizmente, nosso propósito é comentar o aspecto econômico e financeiro, como fazemos há 17 anos. E, além de acreditar um pouco no horóscopo chinês, é claro que o ano não vai ser calmo. Vai ser difícil em todos os aspectos.

O ex-presidente FHC, ao proferir palestra no mês passado, defendeu a necessidade de o País realizar um ajuste fiscal para permitir a redução dos juros em meio a um cenário de pressão na inflação. Disse o ex-presidente, que “a política fiscal está frouxa (...). O presidente Lula optou por aumentar muito o gasto corrente com pessoal, criou cargos na administração federal, e não optou por fazer investimentos.” A observação é legítima, e, mais, fazer o ajuste fiscal vai ser o primeiro grande desafio do novo governo. Se bobear, poderá virar uma herança maldita.

Disse também o ex-presidente FHC, que a presidente terá que escolher entre uma gestão racional dos gastos ou a continuidade de uma política “neodesenvolvimentista, no sentido de apertar o acelerador”. Mas, a escolha do presidente do Banco Central, um técnico “da casa”, mostra que a presidente não vai pisar tanto no acelerador. Acelerar ou pisar no freio é algo que vai ser possível constatar já nos primeiros 100 dias de governo, ou nos planos que devem ser divulgados. Só se espera que não venham os tradicionais “pacotes” ou embrulhos.

Existem outros grandes desafios. Já no primeiro trimestre, deve ser feita a concorrência pelo trem-bala, que, convenhamos, não é prioritário. No último ano deste mandato, acontece a Copa do Mundo, e o governo vai ter de se preocupar já com a infraestrutura, os estádios, e tudo o mais para que a realização da Copa não termine em vexame. Vexame esse que seria apresentar ao mundo um País desorganizado, corrupto e mal preparado. O futebol é um jogo com três possíveis resultados, mas a gestão da Copa do Mundo, não.

Neste artigo, fizemos um contraponto entre o calendário (ano) chinês e o ocidental (calendário gregoriano). Os judeus que nos perdoem por não estarmos mencionando o ano judaico, que começa em setembro, daí não considerarmos neste comentário. Todos esses principais calendários têm suas diferenças, mas uma palavra é comum a todos: Paz. Se vai ser um ano calmo ou não, isso vamos ver à medida que o tempo for passando. Mas, Paz é algo que deve pautar todos os anos e todo o ano de 2011. Shalom (Paz)!. Akemashite, omedetô!




*Mestre em Administração Internacional e doutor pela USP

 

 Coluna: Opinião
23/11/2016 - Por Junji Abe
Tite, Temer e o Brasil
20/10/2016 - Por Junji Abe
Imposto mata o Brasil
30/08/2016 - Por Junji Abe
Legado dos Jogos Olímpicos
27/06/2016 - Por Junji Abe
Novos desafios
21/06/2016 - Por Junji Abe
Gênero de 1ª necessidade
20/05/2016 - Por Junji Abe
Missão do presente
04/04/2016 - Por Junji Abe
Melhor qualidade de vida
18/03/2016 - Por Junji Abe
Geração perdida
17/02/2016 - Por Walter Ihoshi
Não podemos jogar a tolha
30/12/2015 - Por Junji Abe
Trio do bem
27/11/2015 - Por Junji Abe
Lama da morte
29/09/2015 - Por Junji Abe
Resgate da policultura
14/09/2015 - Por Junji Abe
Terrorismo tributário
12/06/2015 - Por Junji Abe
Dignidade das domésticas
30/04/2015 - Por Junji Abe
Alerta aos aposentados
26/03/2015 - Por Junji Abe
Chega de imediatismo no Brasil
05/03/2015 - Por Junji Abe
Revolta dos caminhoneiros
25/11/2014 - Por Tetsuro Hori
Por que privatizar o sistema de transporte de massa e quais são os principais benefícios
11/04/2014 - Por Walter Ihoshi
A internet e o futuro de um mundo conectado
10/01/2014 - Por Junji Abe
Ranking do Progresso
18/10/2013 - Por Hélio Nishimoto
Para relembrar Hiroshima e Nagasaki
14/08/2013 - Por Hatiro Shimomoto
Bons usos e costumes
para o Brasil
20/07/2013 - Por Walter Ihoshi
Santas Casas na UTI
05/06/2013 - Por Lizandra Arita
Dia das Mães:
Q ue tipo de mãe é você?
19/04/2013 - Por Kunihiko Chogo
Adaptando-se ao jeito
brasileiro de ser
08/12/2012 - Por Keiko Ota
Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência
13/10/2012 - Por Walter Ihoshi
A importância da transparência dos impostos
Por Teruo Monobe
Inflação
Por Teruo Monobe
Equilíbrio fiscal
Por Teruo Monobe
Balança comercial
Por Teruo Monobe
Brasil caro
Por Teruo Monobe
O que se passa
na economia global
Por Teruo Monobe
Discurso de posse
Por Teruo Monobe
2011 e o longo prazo
Por Teruo Monobe
Ano-Novo, tudo
novo em 2011
Por Teruo Monobe
A volta do ouro
Por Teruo Monobe
Novo governo, velho problema
Por Teruo Monobe
Natal gordo
Por Teruo Monobe
Novamente, a Europa em crise
Por Teruo Monobe
Esperando o Plano Dilma

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo